Comparação de índices de vegetação entre imagens CBERS, Landsat e Rapideye para área do Cerrado Brasileiro

  • Lomanto Zogaib Neves
  • Danielle Piuzana Mucida

Resumo

Este estudo objetiva comparar a qualidade dos índices NDVI e SAVI e seus mapas de diferença a partir de imagens dos satélites CBERS-4, Landsat-8 (de menores resolução) e Rapideye-3A (maior resolução) em uma área de Cerrado, Minas Gerais, Brasil. Primeiramente foram calculados os dois índices para as três imagens, em seguida estes mapas foram reclassificados a partir do intervalo de pixel em quatro classes utilizando como critério idas a campo e o projeto MAPBIOMAS. Na sequência os mapas dos índices do CBERS-4 foram comparados com o correspondente do Rapideye-3A. O mesmo foi feito com os mapas do Landsat-8. Todos os processos foram realizados com imagens de maio de 2015 no ArcGIS.  CBERS apresentou resultado para o NDVI semelhante ao Rapideye, embora o SAVI tenha relatado erro. Resultados NDVI e SAVI a partir de imagens Landsat-8 mostraram valores discrepantes quando comparados aos dados CBERS e Rapideye. Os mapas de diferença NDVI do CBERS-4 indicaram uma aproximação com os resultados do Rapideye demonstrando a qualidade do primeiro mesmo diante de sua resolução mais baixa. Os resultados do SAVI não foram satisfatórios, seja por erro (CBERS-4) ou devido a valores muito diferentes do satélite de referência, provavelmente relacionados ao uso de uma constante L incapaz de retratar a variação da vegetação.

Publicado
2020-07-09
Como Citar
NEVES, Lomanto Zogaib; MUCIDA, Danielle Piuzana. Comparação de índices de vegetação entre imagens CBERS, Landsat e Rapideye para área do Cerrado Brasileiro. Revista Espinhaço | UFVJM, [S.l.], p. 43-51, july 2020. ISSN 2317-0611. Disponível em: <http://revistaespinhaco.com/index.php/journal/article/view/290>. Acesso em: 10 aug. 2020.
Seção
Artigos