Geogame: uma alternativa lúdica para o ensino de geociências

  • Juliana Alves Torres Gomes
  • Evelyn A. M. Sanchez

Resumo

O ensino de Geociências enfrenta grandes desafios, como a falta de uma disciplina específica e recursos didáticos. Para tentar contorná-los é necessário buscar medidas alternativas dentro da realidade do ensino atual. Recursos didáticos podem ser aliados nesta tarefa. O uso de jogos é um recurso didático amplamente disseminado entre todas as disciplinas, podendo trazer contribuições importantes para o ensino de Geociências. O jogo, quando bem utilizado, pode contribuir muito para a aprendizagem, porque ele desafia e provoca o aluno, o que gera maior interesse e prazer.  O presente trabalho oferece uma discussão sobre o uso de jogos no ensino de geociências, destacando o Geogame. Este jogo objetiva ensinar Geociências e divulgar o Patrimônio Geológico para os estudantes, principalmente do Ensino Fundamental. Ao fim do jogo, os estudantes-jogadores estarão aptos a reconhecer e entender sobre o Patrimônio Geológico do entorno de Diamantina, ampliando o conhecimento sobre Geociências.

Referências

Alencar R, Nascimento RS, Guimarães GB. 2012. Geociências no ensino fundamental: ciências ou geografia? Da história da Terra à paisagem local através da geodiversidade da ilha de Santa Catarina. Simpósio Nacional de Ensino de Ciências e Tecnologias. [online] URL:
http://www.sinect.com.br/anais2012/html/artigos/ensino%2 0cie/35.pdf

Breda TV, Picanço JL. 2011. Jogo de tabuleiro “Conhecendo o Parque Ecológico" como recurso lúdico e educacional em Geociências. Anais do VIII ENPEC, 1-10.

Campos LML, Bortoloto TM, Felício AKC. 2003. A produção de jogos didáticos para o ensino de ciências e biologia: uma proposta para favorecer a aprendizagem. Caderno dos núcleos de Ensino 35-48. [online] URL: http://www.unesp.br/prograd/PDFNE2002/aproducaodejogo s.pdf

Cândido SMV. 2012. A tectônica de placas e o relevo terrestre: o jogo didático como recurso no ensino- aprendizagem de geociências. Monografia. Brasília: Universidade de Brasília. [online] URL:
[online] URL: http://bdm.unb.br/handle/10483/3603

Carneiro CDR, De Toledo MCM, De Almeida FFM. 2016. Dez motivos para a inclusão de temas de Geologia na Educação Básica. Revista Brasileira de Geociências 34(4): 553-560. [online] URL: http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/97 87

Carneiro CD, Lopes OR. 2007. Jogos como instrumentos facilitadores do ensino de Geociências: o jogo sobre “Ciclo das Rochas”. Simpósio de Pesquisa em Ensino e História de Ciências da Terra 1: 111-117.

Da Cunha MB. 2012. Jogos no ensino de química: considerações teóricas para sua utilização em sala de aula. Química Nova na Escola 34 (2): 92-98. [online] URL: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_2/07-PE-53-11.pdf

De Oliveira MM, Schimiguel J. 2012. Uma Abordagem para avaliação de jogos educativos: ênfase no ensino fundamental. In: Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE). http://dx.doi.org/10.5753/cbie.sbie.2012.%25p

De Toledo MCM. 2005. Geociências no ensino médio brasileiro-Análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Geologia USP 3: 31-44. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9087.v3i0p31-44

Moratori PB. 2003. Por que utilizar jogos educativos no processo de ensino aprendizagem. Tese de mestrado. Rio de Janeiro: UFRJ. [online] URL: http://www.nce.ufrj.br/GINAPE/publicacoes/trabalhos/t_20 03/t_2003_patrick_barbosa_moratori.pdf

Do Nascimento MAL, Mansur KL, Moreira JC. 2015. Bases conceituais para entender geodiversidade, patrimônio geológico, geoconservação e geoturismo. Revista Equador 4(3): 48-68. [online] URL:
http://www.revistas.ufpi.br/index.php/equador/article/viewF ile/3643/2119

Dohme VDA. 2003. Atividades lúdicas na educação: o caminho de tijolos amarelos do aprendizado. Petrópolis: Vozes.

Kishimoto TM. 1995. O jogo e a educação infantil. Pro- posições 6(2): 46-63.
Lima FF. 2010. Proposta Metodológica para a Inventariação do Património Geológico Brasileiro. Tese de Mestrado, Universidade do Minho, Braga.

Lopes OR, Carneiro CDR. 2009. O jogo “Ciclo das Rochas” para ensino de Geociências. Revista Brasileira de Geociências 39(1): 30-41. [online] URL:
http://ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/download/762 7/7054

Pereira RGFA, Rios DC, Garcia PMP. 2016. Geodiversidade e Patrimônio Geológico: ferramentas para a divulgação e ensino das Geociências. Terræ Didatica 12 (3): 196-208. http://dx.doi.org/10.20396/td.v12i3.8647897

Santos C. 2010. A implantação de uma brinquedoteca no núcleo arte educação como instrumento de intervenção do trabalho do serviço social. Trabalho de Conclusão de Curso. Palhoça: Universidade do Sul de Santa Catarina. [online] URL:
http://pergamum.unisul.br/pergamum/pdf/100982_Catillin.p df

Silva Júnior AN. 2015. Inventariação e proposta de criação dos georroteiros da Estrada Real: Caminhos dos Diamantes, Sabaracuçu e adjacências. In: III Simpósio Brasileiro de Patrimônio Geológico, 2015, Lençóis. III Simpósio Brasileiro de Patrimônio Geológico, 366-369.
Publicado
2018-08-14
Como Citar
GOMES, Juliana Alves Torres; SANCHEZ, Evelyn A. M.. Geogame: uma alternativa lúdica para o ensino de geociências. Revista Espinhaço | UFVJM, [S.l.], p. 46-52, aug. 2018. ISSN 2317-0611. Disponível em: <http://revistaespinhaco.com/index.php/journal/article/view/205>. Acesso em: 22 sep. 2020.
Seção
Artigos